Senhor, buscarei a vossa face !

421532_157677861055565_1098541444_nLITURGIA  –  2º DOMINGO DA QUARESMA.

24.02.2013.

“Senhor, buscarei a vossa face!”

1.Introdução.

   Na Quaresma caminhamos com Jesus rumo à Ressurreição. É caminho, cruz e  ressurreição!

Buscamos a face do Senhor, recordamos a fidelidade de Deus que nos entrega seu próprio Filho e recordamos o compromisso de caminhar com Jesus! Não podemos, simplesmente, ver Jesus caminhando rumo a Jerusalém! Cada um de nós precisa fazer seu próprio caminho rumo a Jerusalém! Só assim poderemos ver a face misericordiosa e fiel de nosso Deus!

Deus é fiel à sua promessa e Jesus, o Filho querido, vai a Jerusalém para dar testemunho do Projeto do Pai! Os poderosos matam Jesus para anular seu testemunho, mas o Pai ressuscita seu Filho querido e manda escutá-lo. Ele é fiel e verdadeiro, por isso, precisamos escutá-lo!

A Quaresma é tempo especial para escutar a Palavra de Deus; a Igreja nos recomenda o silêncio e a escuta mais demorada desta  Palavra: “Este é o meu Filho, o Eleito; escutai-o”.

 

2.Palavra de Deus.

 

   Gn 15,5-12.17-18 –Abraão está na pior: Não tem herdeiro e nem terra própria! Mas Deus lhe promete uma descendência tão numerosa como as estrelas do céu; por isso empenha sua Palavra e celebra uma aliança com Abraão, simbolizada e realizada no sacrifício de animais.

Fl 3,17-4,1 – Paulo está na prisão e sofre  porque os inimigos da cruz de Cristo querem desviar os filipenses do caminho do Evangelho da Cruz de Cristo. É pelo Caminho da Cruz que se chega à ressurreição! Paulo está convicto disso e apresenta seu próprio exemplo. Diz para eles: “Irmãos amados e queridos, minha alegria, permanecei firmes no Senhor; pois a nossa cidade está nossa céus!

   Lc 9,28b-36 – Jesus sobe à montanha para rezar e fortalecer-se no propósito de fidelidade ao Projeto do Pai. A libertação conduzida por Moisés no deserto, e a restauração do verdadeiro culto a Deus realizada pelo profeta Elias, agora, será completada por Jesus mediante sua morte na Cruz. O Pai afirma ser necessário escutar seu Filho  eleito.

 

3.Reflexão.

  • Abraão é velho e sua m ulher – Sara –  é estéril , mas Deus é poderoso e empenha sua Palavra garantindo-lhe uma descendência numerosa como as estrelas do céu!  Abraão acreditou e se comprometeu de caminhar na vida como parceiro de Deus. Celebraram uma aliança mediante sacrifício de animais. Nossa Aliança é celebrada no sacrifício da cruz e renovada em cada  Eucaristia. Por isso, a Eucaristia dominical não é um dever! É celebração da nova, eterna e, agora, nossa Aliança com Deus em Jesus Cristo.
  • Jesus é o Filho querido de Deus, devemos escutá-lo, pois, Ele vem celebrar a “nova e definitiva aliança em seu Sangue, inserindo-nos profundamente, no Projeto de Deus.
  • Estar inserido no Projeto de Deus significa descer da montanha e seguir Jesus no testemunho corajoso, no mundo, até o sofrimento da cruz, se necessário for!
  • Os inimigos da cruz de Cristo, denunciado por Paulo, eram os judaizantes; eles davam  valor exagerado à observância da Lei Antiga – circuncisão, observância do sábado, etc…- e negavam o valor da Cruz de Cristo. O caminho deles é caminho de perdição! Hoje,  quem seriam os inimigos da Cruz de Cristo, preocupados com a observância de leis litúrgicas, com a proposta de sucesso econômico e de vida folgada? Cristianismo sem a Cruz não é o Caminho de Jesus, com certeza! Faça sua escolha responsável!

 

“Este é meu Filho amado; escutai-o!”

 

Frei Carlos Zagonel.

Anúncios