Estou aqui por vocês.

DSC_0529

19. Jan. 2013

N. Sra. do Patrocinio, Salto Grande/ SP

Estimado Dom Salvador, Reverendíssimos Padres, Amados Irmãos…

“Não fostes vós que me escolhestes; fui eu quem vos escolhi e vos designei para dardes fruto e para que o vosso fruto permaneça” (Jo 15, 16). Glorificamos ao PAI CRIADOR por este tempo especial em nossa Paróquia!

“Jesus subiu depois a um monte, chamou os que Ele queria e foram ter com Ele. Estabeleceu doze para estarem com Ele e para os enviar a pregar, com o poder de expulsar demónios.” Para estar com Ele e para os enviar é o carisma da minha congregação. Eu vim da Índia pra estar aqui em Salto Grande, na diocese de Ourinhos com a obrigatoriedade de Jesus. O Sacerdócio Católico foi instituído por Jesus Cristo. “Todo sumo sacerdote, escolhido dentre os homens, é constituído a favor dos homens nas coisas que dizem respeito a Deus”. Estou aqui por vocês.

Eu agradeço, primeiramente a Deus “que é Bondade, Justiça e Misericórdia, e por isso todas as suas ações são em si boas, justas e misericordiosas”. Agradeço também a Dom Salvador por seu cuidado paternal e amor para mim…(aos padres, diáconos, seminaristas, religiosas).

Louvamos a Deus por este momento especial. Estou aqui como ministro da Palavra, com o grande dever de anunciar o Evangelho de Deus a todos, indistintamente. Sou chamado à Oração e Adoração… Sou ministro dos sacramentos, especialmente da Eucaristia. Pela celebração dos sacramentos, sobre maneira da Eucaristia, eu me santifico e santifico cada um de vós. “Minha Missa seja minha vida e minha vida seja uma Missa prolongada!”

Quero saudar e agradecer meus queridos irmaos de Tejupa que hoje também chegam em nossa Paróquia. Obrigado, todos vocês pela sua presença que sempre alegra a nossa Paróquia. Sejam bem vindos e acolhidos em nossa Paróquia recebendo de todos, nosso abraço fraterno e nossas orações.

Também me dirijo ao Senhor, em nome de todos os funcionários,  todos os Grupos, Pastorais e Movimentos representados aqui pelas suas lideranças e agentes. Agradeço meu amigo e colaborador Diac. Agnaldo pelo seu amor, serviço, e enérgica presença. Muito obrigado.

Se me permitem, também falo em nome dos Padres que atualmente atuaram em nossa Paróquia e Agradeço muito especialmente ao querido Padre GIOVANNI por sua dedicação e zelo por nossa Paróquia há 9 anos e 4 meses. O senhor é muito atencioso, carinhoso, desinteressado, generoso e muito simples que qualquer um pode se aproximar de você a qualquer momento. Há apenas uma semelhança entre nós que somos sacerdotes. Sua vida sacerdotal tem a minha idade. É a diferensa entre nós.

Peço a Deus, que sempre o ilumine em sua missão Sacerdotal e Administrativa, que o Espírito Santo te dê o discernimento necessário para tomar as decisões acertadas e que o manto de nossa Senhora sempre esteja sobre ti para cobrir de bênçãos vindas dos céus.

São Francisco de Assis, nos ensina que devemos “começar fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível.” Nossa Paróquia é uma Paróquia Jovem e como todo Jovem carece de atenção especial, atenção esta que certamente não será negada de minha parte. São Francisco nos aconselha, iniciemos por aquilo que é necessário.

Neste ponto quero destacar as três prioridades definidas por nossa paróquia, Família, Catequese e Juventude. Com Deus, em Deus e para Deus, estas prioridades que são necessárias e possíveis de serem concretizadas, se tornarão uma realidade. Porém somente se tornarão impossíveis, se imperar entre todos nós a vontade humana e esta ser  superior a vontade de Deus e também superior as necessidades de nossa Paróquia. São João Maria Vianey, o Cura D´ars, padroeiro de todos os Padres, nos ensina “Depois de Deus, o sacerdote é tudo”.

São Francisco de Assis nos ensina, “Não podemos mudar o mundo, mas algo em nossa volta precisa ser diferente”. O povo precisa enxergar em nós algo diferente e a diferença quem fará é Jesus. Jesus na Eucaristia. Ele chama cada um de vós para ficar com ele.

Temos obrigação de agradecer ao Senhor Deus e a todos que tornaram os momentos que passamos na noite deste 19 de Janeiro de 2013 inesquecíveis, porém como fazê-lo, se já o fizemos. Sim, o fizemos, pois a Santa Missa é a maior das ação de graças a Deus, Eucaristia significa propriamente isso, Ação de Graças.

O Salmo 115 nos propõe a seguinte máxima: “Que poderei retribuir ao Senhor Deus, por tudo aquilo que ele fez em meu favor? Elevo o cálice da minha salvação, invocando o nome santo do Senhor.”. O que temos feito diariamente senão isto? Ao ajudarmos ao altar do Senhor tomamos parte dele, e o fazemos precisamente para dar graças a ele, ele se doa a nós, doemo-nos também a ele, tomemos parte da divindade dele, como ele toma parte de nossa humanidade.

Peço a todos que nesse tempo e todos os dias façam uma oração por mim, para que eu possa dar continuidade ao trabalho de Deus através da minha pessoa. Mais uma vez agradeço a todos e que Nossa Senhora de Patrocinio abrace cada um de vocês por mim.”

Então, como agradecer?

O Salmo 115 novamente nos responde, ajudaremos ao “elevar o cálice da Salvação”, invocando hoje e sempre o nome santo do Senhor.

Pe. Alex Sebastian Ozhukayil MCBS

Anúncios