Cruz Peregrina, quarto encontro celebrativo

Na Comunidade S.Vicente de Paulo aconteceu hoje Domingo, Solenidade de Todos os Santos e Santas, dia do Senhor ressuscitado, o quarto encontro celebrativo com a Cruz Peregrina e o Icone de Nossa Senhora.

Tema: Ressurreição de Jesus .

Foi poclamado o Evangelho de LUCAS 24,1-12 e logo apos foi lido o texto explicativo:

TEXTO EXPLICATIVO

Depois do sofrimento e da morte, a ressurreição. Foi o prêmio da vitó-

ria sobre o pecado e o diabo, pois a morte é fruto de ambos. O Pai acolheu

o amor redentor do seu Filho crucificado e o ressuscitou, tornou-o cheio

do Espírito Santo, de tal modo que Jesus ressuscitado irradia até hoje por

toda parte: vida, vitória, alegria, esperança, paz. O acontecimento da morte e da ressurreição foi a Páscoa do Senhor. Páscoa significa “passagem”.

Jesus passou da morte para a vida, da carne para o espírito, do mundo

para o Pai. Ressuscitado, Ele está sempre conosco, como nos prometeu,

e  está  em todo lugar, pois as barreiras da matéria não lhe impedem

nenhum movimento. Jesus ressuscitado é fonte de alegria, daquela alegria messiânica que o  anjo Gabriel anunciou a Maria, mãe  de Jesus,

no momento da Anunciação. Agora a alegria se tornou plena, se tornou

completa. Jesus ressuscitado é também fonte de vida: morrendo, morreu

com ele a nossa própria morte e, assim, Ele nos garante a nossa futura

ressurreição: pode haver alegria maior? Jesus ressuscitado é igualmente

fonte de  esperança para o mundo: apesar de todos os problemas, de

todos os fracassos, de todos os pecados dos seres humanos, o nosso

mundo também, à semelhança do Ressuscitado, um dia será transformado e serão  criados novos  céus e  nova terra, como nos promete  a

Escritura. Quando  Jesus saiu vitorioso do sepulcro derrotou  as trevas,

o medo, a covardia, e fez explodir de alegria o céu inteiro: Aleluia! É o

“aleluia pascal”, que nós cantamos com tanta frequência, que traduz a

alegria do mundo, a alegria da Igreja, a alegria dos discípulos e discípulas

de Jesus. Dom Bosco orientava seus meninos e jovens a viverem “sempre

alegres”, a “servirem a Deus com alegria”. Experimente viver assim. Não

confunda, porém, alegria com divertimentos mundanos, nem com prazer.

A alegria é alguma coisa simples, suave, tranquila, santa, que brota do

fundo do coração dos que amam a Jesus e aos irmãos e irmãs de Jesus.

Viver sempre alegres e em ação de graças por tudo o que Jesus fez por

nós é a típica “alegria pascal”.

* Terminando a reflexão agradecemos a Santissima Trindade cantando o Gloria e de seguida a liturgia da Palavra da Solenidade de todos os Santos.

* Gesto de solidariedade em unidade com a Semana da Solidariedade da Caritas Brasileira.

Galeria de fotos:

Anúncios