A Dança das Abelhas

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Comunicação e os simbolos da natureza podem ajudar na Catequese desenvolver uma sensibilidade com a obra de Deus e a missão de cada ser.(pesquisa sobre a abelha Apis mellifera, conhecida como abelha doméstica ou abelha de mel)
A comunicação das abelhas se faz por danças, cheiros e sons.
Danças: Há pelo menos 8 espécies de danças, mas as mais estudadas são a dança circular e a dança remexida.

A dança circular: fonte de néctar ou de pólen a menos de 15 metros, a indicação da distância é supérflua. Quanto mais é vivaz a agitação, mais a colheita é abundante.

A dança em foice: ela é a transição entre a dança circular e a dança do oito. Assinala a fonte de colheita a mais de 15 metros e menos de 60 metros.

A dança em 8 ou dança remexida:
– A direção da fonte de colheita é indicada pelo eixo do oito, a vertical indicando a direção do Sol.
– A distância é indicada pelos remeximentos mais ou menos rápidos e o tempo que coloca a abelha para completar o oito.
– A regurgitação de uma “amostra” de néctar mostra a natureza da fonte de comida.

A dança tremente para diminuir a cadência das campeiras e para mobilizar as abelhas “em reserva” para ajudar as armazenadoras.

Esta dança freia a colheita enquanto que a dança em oito a estimula.

A dança desarrumada: as abelhas que entram na colméia empurram as outras na passagem, isto parece querer dizer que elas possuem uma comunicação a fazer e que elas vão dançar.

A dança com zumbido: a abelha corre sobre os quadros batendo as asas, o que seria para estimular a partida de um enxame.

A dança intermitente: a abelha que entra na colméia regurgita uma parte da colheita fazendo aos mesmo tempo movimentos com o abdômen da esquerda para a direita, isto seja talvez para estimular as abelhas “em alerta” para ir à colheita.

A dança dorso-ventral: a abelha levanta e abaixa o abdômen, a significação desta dança não está ainda estabelecida.

O balanceamento: a abelha que balança de um lado para outro parece pedir limpeza, isto seria um modo de se desvencilhar da varroa como fazem as abelhas asiáticas.
Fonte: site http://www.apacame.org.br, partes do artigo da revista Mensagem Doce nº 79, em tradução feita pelo Sr. João Sobenko referente matéria publicada na revista L’Abeille de France et l’apiculteur, n. 862 palestra de M. Gerard ARNOLD.

http://ser-abelha.blogspot.com.br/2010/03/comunicacao-se-faz-por-dancas-cheiros-e.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s